Quando se fala em fazer exercício aeróbico em jejum, visando uma maior queima de gordura, logo aparece alguém dizendo “Tá louco? Isso faz mal, não funciona. É um absurdo!”. Profissionais sempre querendo as evidências científicas para tal afirmação, ignorando totalmente o conhecimento empírico de atletas que usam essa técnica desde a década de 70. Mas no início de 2013, foi comprovado pela Universidade de Cambridge, na Inglaterra, que exercícios aeróbicos feitos em jejum queimam até 20% mais gorduras do que se praticados após se alimentar. 

Numa atividade aeróbica normal, seu corpo usará primeiramente glicogênio(carboidrato) como fonte de energia, depois massa muscular e por fim a tão almejada gordura, levando cerca de 20 a 30 minutos para chegar nesse estágio.

Com exceção daqueles que acordam de madrugada para “assaltar” a geladeira, pela manhã estamos em um período médio de 6 a 8 horas em jejum total, o que ocasionou uma baixa nos estoques de glicogênio, fonte primária de energia usada pelo nosso corpo durante a atividade física.

Fazendo o aeróbico nesse momento, você obriga o seu corpo a usar gordura como fonte de energia. É nesse ponto que entra a contestação de muitos profissionais, alegando que tal prática colocaria em risco a massa muscular, pois seria degradada como fonte de energia antes da gordura, seguindo a ordem citada acima. Mas essa prática somente funciona se for feita com intensidade moderada a baixa, até porque o objetivo não é uma melhor perfomance atlética, e sim queimar mais gorduras. Se exagerar pode dizer adeus aos seus músculos. Alguns administram antes do exercício nutrientes anticatabólicos como BCAA´S e Glutamina, a fim de preservar a massa muscular, embora muitos outros o praticam em jejum total, usando apenas algum termogênico para acelerar ainda mais a queima de gordura. Outra recomendação básica é a ingestão de 2 copos de água, que vai drenar fluídos para dentro da célula, evitando a quebra proteica. O tempo médio recomendado para essa prática é de até 40 a 45 minutos, e depois que se fique por mais uns 30 minutos sem se alimentar, período no qual seu corpo ainda estará queimando mais gordura. Lembrando que seu café da manhã precisará ser bem avaliado e rico em proteínas e carboidratos complexos, senão também pode prejudicar o resultado do seu treino.

Trata-se de uma técnica que realmente funciona, mas de nada vai adiantar se não fizer com uma boa dieta, princípio básico para se diminuir o percentual de gordura. Tal prática deve ser iniciada de forma gradual, seguindo o seu ritmo. Nada de pular da cama e sair correndo por aí pois não é assim que se faz e nem todos se adaptam bem ao exercício feito em jejum, precisando primeiro ter sua individualidade biológica respeitada. Por isso, é de grande importância o acompanhamento de um profissional capacitado para que tal técnica funcione e você, possa desfrutar dos seus benefícios e alcançar seus objetivos. 

Nilo Silva

Nilo Silva como é conhecido atua como FITNESS COACH., é proprietário da UltraShop Nutrição Esportiva, também atua como palestrante, possui um canal no Youtube e também participa de um programa na TV Vale. Nilo graduado em Educação Física, além da sua graduação Nilo busca conhecimento técnico através de cursos na área de treinamento, dieta e suplementação.

Faça um comentário